Nova pesquisa
Campo obrigatório.
Campo obrigatório.
idades

Required field and value less than 18

Required field and value less than 18

Required field and value less than 18

idades
Required field and value less than 18
Required field and value less than 18
Required field and value less than 18

idades
Required field and value less than 18
Required field and value less than 18
Required field and value less than 18

idades
Required field and value less than 18
Required field and value less than 18
Required field and value less than 18


Ver outras opções

Quênia

Destinos a visitar

Informações


promImage

A Raidho Online oferece os mais diversos destinos em todo o mundo. Nossa missão é: Proporcionar aos clientes a realização dos seus sonhos embarcando num mundo fascinante de sensações e experiências únicas através da qualidade, segurança, conhecimento e competência.

A Raidho Online oferece um buscador de destinos que conecta você as todas disponibilidades e preços, para que você possa comparar e escolher as melhores opções da melhor maneira possível. Em apenas três passos você busca, seleciona e compra seu avião e hotel em qualquer lugar do mundo. Navegue no nosso site e aproveite as nossas promoções.


Mais informações:

Sua geografia física é bem variada, sendo sua divisão muito marcada pela linha do Equador. O relevo acima da linha do Equador tem planícies enquanto que ao sul temos montanhas, com seu maior pico no monte Kilimanjaro, com 5895 metros (inclusive este é o pico mais alto da África. O Kilimanjaro faz fronteira entre o Quênia e a Tanzânia), e o segundo é o monte Quênia, com 5199 metros.

O Quénia (português europeu) ou Quênia (português brasileiro) (em suaíli e inglês Kenya) é um país da África Oriental, limitado a norte pelo Sudão e pela Etiópia, a leste pela Somália e pelo oceano Índico, a sul pela Tanzânia e a oeste pelo Uganda. Ganhou seu nome do Monte Quênia (nevado), seu ponto geográfico mais elevado. A capital é Nairobi.

Sua capital é Nairóbi (ao centro do país), mas a cidade queniana mais importante é Mombasa (devido ao turismo), localizada no litoral sul. O Quênia possui uma população de trinta e cinco milhões de habitantes. Sua área é de 582650 quilômetros quadrados e, no entanto, sua população não se distribui uniformemente, mas se concentra entre o sul e o centro do país, sendo o norte a região menos povoada.

Imagem: Wikimedia


Conheça o Quênia

O clima ao norte, o interior do país, é árido (quente e seco), enquanto que ao sul, região litorânea, é tropical (quente e úmido no verão, frio e úmido nas demais estações do ano).

Sua flora ao norte é de savana (vegetação africana parecida com a caatinga brasileira composta de gramíneas e arbustivas associadas a poucas árvores pequenas, retorcidas e de folhas caducas e cascas grossas), onde se abrigam elefantes, rinocerontes, hipopótamos, girafas, búfalos, antílopes e gazelas (grandes mamíferos herbívoros), assim como leões, leopardos, hienas e chacais (carnívoros). Ao sul temos uma selva equatorial, densa, frondosa e exuberante (conhecida como Taita Taveta), que é habitat de inúmeras espécies de aves, símios (chimpanzés e gorilas), répteis, anfíbios e insetos.


A religião é tão variada e rica como no Brasil: Nas tribos mais tradicionais, ainda se tem a religião politeísta relacionada com a natureza, isto é, deuses da chuva, da seca, do Sol, da terra, da água, etc; Por outro lado, a colonização trouxe o cristianismo presente no catolicismo, protestantismo e até o satanismo. O casamento, tanto nas cidades grandes como nas tribos mais remotas, funciona da mesma maneira: é tradicional a poligamia, isto é, um homem pode ter várias esposas, assim como uma mulher pode ter vários maridos, diferente do Brasil monogâmico. Outra diferença entre o Quênia e o Brasil é que enquanto no Brasil tem-se o costume do noivo receber um dote do seu sogro, no Quênia, ao se acertar o casamento, o chefe de família - aquele (ou aquela) que terá vários conjugues - é quem oferece o dote ao sogro.

A culinária é tão rica quanto o folclore, tendo sua variação tão numerosa quanto nossas tribos. Dependendo dos produtos alimentícios mais representativos de cada região, a alimentação será mais influente neste aspecto. Por exemplo, ao norte do país, por causa da região árida, a caça é muito praticada, assim sua alimentação é rica em carne. Ao sul, por existir uma grande produção de caju, a castanha deste fruto é a base de muitos alimentos. Em grandes cidades, come-se de acordo com o dinheiro que se possui. Como a carne de frango é muito cara, a alimentação mais barata tem por base carne bovina e arroz.

Dados sobre o Quênia

Capital Nairóbi
Moeda Xelim queniano
Idioma Oficial Inglês e Suaíli
Fuso Horário Meridiano de Greenwich + 3 horas
Vistos Consulares Brasileiros necessitam de visto de entrada.
Clima / Melhor Época A época da seca, de Julho a Setembro, é a ideal para visitar a região. Nessa época, a vida se concentra ao redor de menos reservas de água pelo território e é mais fácil de ser detectada. As expedições ao Monte Quênia também são feitas nessa época. A grande migração de animais do Masai Mara para o Serengeti, na Tanzânia, acontece de Dezembro a Março. De Julho a Novembro, o sentido da migração é inverso, portanto esta época é perfeita para os safáris também. O Quênia é um país tropical e a temperatura varia de 12ºC a 27ºC nas partes mais altas. Durante o dia faz muito calor e as noites são mais frescas. A estação de chuva é característica dos meses de março, abril e maio.
Documentos

- Passaporte original com validade mínima de 06 meses;

- 02 fotos 3x4 cm recentes e iguais;

- Cópia do bilhete aéreo, ida e volta confirmados;

- Formulário preenchido e assinado (01 via para turismo ou 02 vias para negócios);

- Outros documentos poderão ser solicitados pela Embaixada;

- A Embaixada do Quênia no Brasil emite somente visto de 01 entrada, com validade máxima de 03 meses para ser utilizado;

- O visto poderá ser obtido na chegada no Quênia; porém, a Embaixada recomenda que o mesmo seja obtido no Brasil antes da viagem;

Certificado Internacional de Vacina contra Febre Amarela.

 

História do Quênia

Na Conferência de Berlim de 1885, onde se delimitaram as áreas de influência das potências européias, o Quênia foi entregue ao Reino Unido, que o confiou em regime de monopólio à Companhia Imperial da África Oriental Britânica. Em 1887 a companhia comercial assegurou o arrendamento da faixa costeira, cedida pelo sultão de Zanzibar.

Nas duas décadas que precederam a Segunda Guerra Mundial, os europeus monopolizaram as melhores terras cultiváveis, e teve início um confronto político entre britânicos e indianos, que se consideravam insuficientemente representados nos órgãos de governo da colônia. A Associação Central dos Kikuyu, fundada em 1921, também passou a exigir sua participação no poder. Em 1944, foi formada uma organização nacionalista, a União Africana do Quênia (KAU), que pregava a redistribuição da terra e tinha como líder Jomo Kenyatta. Em 1952, uma sociedade secreta kikuiu, ou Mau Mau, levantou-se contra o domínio colonial na denominada revolta dos Mau-Mau, que deu origem a uma longa guerra, que se prolongou até 1960. A KAU foi proscrita e Kenyatta, líder da rebelião, preso. A eleição de 1961 levou os dois partidos africanos, a União Nacional Africana do Quênia (KANU) e a União Democrática Africana do Quênia, a aliarem-se no governo.

Em dezembro de 1963, o Quênia tornou-se Estado independente, membro da Commonwealth, e constituiu-se em república no ano seguinte, sob a presidência do carismático Kenyatta (KANU), o qual foi reeleito em 1969 e 1974

Copyright © 2013 Raidho Online - Todos os direitos reservados






Aguarde um momento enquanto
efetuamos o seu pedido


Powered by:


A sua sessão expirou


Ok