Nova pesquisa
Campo obrigatório.
Campo obrigatório.
idades

Required field and value less than 18

Required field and value less than 18

Required field and value less than 18

idades
Required field and value less than 18
Required field and value less than 18
Required field and value less than 18

idades
Required field and value less than 18
Required field and value less than 18
Required field and value less than 18

idades
Required field and value less than 18
Required field and value less than 18
Required field and value less than 18


Ver outras opções

Croácia

Destinos a visitar

Informações


promImage

A Raidho Online oferece os mais diversos destinos em todo o mundo. Nossa missão é: Proporcionar aos clientes a realização dos seus sonhos embarcando num mundo fascinante de sensações e experiências únicas através da qualidade, segurança, conhecimento e competência.

A Raidho Online oferece um buscador de destinos que conecta você as todas disponibilidades e preços, para que você possa comparar e escolher as melhores opções da melhor maneira possível. Em apenas três passos você busca, seleciona e compra seu avião e hotel em qualquer lugar do mundo. Navegue no nosso site e aproveite as nossas promoções.


Mais informações:

Banhado pelo Mar Adriático, o litoral croata é bastante recortado, com penínsulas, baías e mais de 1 000 ilhas que formam uma paisagem semelhante à da costa grega. Uma destas ilhas, Palagruža, está mais próxima de Itália (aliás em algumas ocasiões podem-se ver as luzes da costa italiana), que da costa croata. As principais cidades croatas são Zagreb, Split, Rijeka, Osijek, Dubrovnik e Karlovac.

A Croácia é um país europeu que limita ao norte com a Eslovênia e Hungria, a nordeste com a Sérvia, a leste com a Bósnia e Herzegovina e ao sul com Montenegro. É banhado a oeste pelo Mar Adriático e possui uma fronteira marítima com a Itália, no golfo de Trieste.

A Croácia é um país europeu cujo território apresenta uma forma peculiar, parecida com uma ferradura, com um número considerável de países vizinhos: Eslovênia, Hungria, Sérvia,Montenegro e Bósnia e Herzegovina, além de uma fronteira marítima com a Itália no Adriático. O seu território continental é dividido em duas partes pelo Porto de Neum, na Bósnia e Herzegovina.

Imagem: Wikimedia


Conheça a Croácia

Na região da Dalmácia, está a imperdível Dubrovnik, ou a pérola do Adriático. A cidade antiga, murada, é considerada patrimônio cultural da humanidade pela Unesco. Duzentos quilômetros ao norte, ou quatro horas e meia de distância, tempo que o ônibus leva para percorrer todas as ranhuras sinuosas do litoral acidentado, Split encanta pela beleza e história. Majestoso, o palácio de Diocleciano (também tombado pela Unesco) é o principal atrativo. Split é ponto de partida de barcos para as principais ilhas da região e passagem para a capital, Zagreb.


A economia da Croácia baseia-se fundamentalmente no serviços variados e indústria, notadamente dos setores químico, naval e metal-mecânico. O turismo é uma grande fonte de receitas.

Dados sobre a Croácia

Capital Zagreb
Moeda Kuna Croata
Idioma Oficial Croata
Fuso Horário Meridiano de Greenwich + 1 horas
Vistos Consulares Brasileiros estão isentos de visto à turismo/negócios para permanência de até 90 dias.
Clima / Melhor Época A melhor época para visitar a Croácia é de Junho a Setembro. No auge do verão europeu, em julho e agosto, o país fica mais agitado e pode ser difícil encontrar hotel caso viaje sem reserva.
Documentos Aconselha-se que todos os Brasileiros embarquem com: passaporte com validade mínima de 06 meses.

História da Croácia

No ano 925 o então Duque Tomislav foi coroado Rei dos Croatas, criando-se o reino que compreendia as terras desde o Rio Drava até o Mar Adriático. Este reinado durou até o final do século XI quando faleceu o último dos reis croatas, que passaram a ser governados por reis húngaros.

Com a invasão otomana aos Balcãs, as terras croatas passaram a ser a fronteira entre o mundo muçulmano e o cristão (estando o Norte nas mãos dos croatas e o Sul nas mãos dos otomanos).

Após a invasão pela Alemanha nazista em 6 de Abril de 1941, a Jugoslávia foi desmembrada e o fascista Ante Pavelić tornou-se o líder do Estado independente da Croácia. Sob sua tutela, centenas de milhares sérvios, judeus, ciganos e croatas não-alinhados ao regime foram exterminados em campos de concentração. Ao final da Segunda Guerra Mundial, Josip Broz Tito não somente havia derrotado os invasores nazista e seus cúmplices, como também havia unificado todas as repúblicas jugoslavas em torno de um Estado comunista. O ódio secular entre sérvios e croatas era reprimido pelas autoridades jugoslavas. Com a morte de Tito, em 1980, iniciou-se um processo de fragilização da união das repúblicas jugoslavas. Tal quadro agravou-se ainda mais com a crise econômica decorrente do desmoronamento dos regimes comunistas do Leste Europeu e das dificuldades de adaptação à economia de mercado. A Croácia, detentora da maior e mais desenvolvida economia das repúblicas da Jugoslávia, não escapou a volúpia nacionalista comum a todas as repúblicas jugoslavas. Em 25 de junho de 1991, após plebiscitos que deram vitória esmagadora aos separatistas, os croatas anunciaram sua separação da Jugoslávia. Logo em seguida, o território croata foi invadido pelo Exército federal, então sob domínio sérvio, que interveio em favor das minorias sérvias residentes na Croácia (cerca de 10% da população). Diante dos violentos conflitos entre croatas e sérvios e da ocupação do território croata por milícias sérvias, as Nações Unidas intervieram militarmente para assegurar a paz. Em 1992, o país foi reconhecido como independente. Em 1995, numa exitosa operação militar, a Croácia recupera, sem nenhuma ajuda externa, praticamente todos os seus territórios ocupados pelos sérvios, no que foi a primeira derrota do até então temível e invencível exército jugoslavo (JNA). Em 1998, sob forte pressão internacional, a Jugoslávia devolve o último território croata ocupado, a Eslovênia oriental. O governo de Franjo Tudjman, primeiro presidente eleito, foi responsável por levar o país à sua independência, recuperar os territórios ocupados (sem ajuda estrangeira) e ajudar aos bosníacos e aos bósnio-croatas na luta pela independência da Bósina-Hezergovina. Sua administração encerrou com sua morte, em 1999. Desde então, apesar de enfrentar problemas similares aos de outros países do Leste Europeu, a Croácia experimenta um vigoroso crescimento econômico, um processo consistente de modernização da sua infra-estrutura e uma grande transformação no sistema jurídico com vistas à consolidação da democracia e ao ingresso na União Européia e na OTAN.

Hoje a Croácia detém uma das economias mais fortes das ex-repúblicas jugoslavas e a segunda maior de toda a região dos Bálcãs, atrás apenas da Grécia.

Copyright © 2013 Raidho Online - Todos os direitos reservados






Aguarde um momento enquanto
efetuamos o seu pedido


Powered by:


A sua sessão expirou


Ok